Notícias

Comexi consolida sua posição no mercado brasileiro com exitoso seminário em São Paulo

Comexi consolida sua posição no mercado brasileiro com exitoso seminário em São Paulo

Uma centena de profissionais de 32 empresas das mais importantes do setor participou do seminário dedicado às soluções globais para o mercado de embalagens flexíveis

Comexi, líder global na indústria de embalagem flexível, confirma a importância para a empresa que tem o mercado brasileiro e por isso realizou com êxito um seminário na cidade de São Paulo, contando com a participação de cerca de 100 profissionais de 32 empresas do setor. O evento contou com as lideranças da Comexi e do Centro Tecnológico Manel Xifra Boada (CTec), principal motor provedor de conhecimento no setor de embalagens flexíveis.

Firmemente comprometida com o conhecimento e evolução da indústria do setor de conversão de embalagens flexíveis, a Comexi selecionou o Brasil como sede do quinto seminário técnico realizado em 2018, após as edições no Peru, México, Coréia do Sul e Japão, confirmando assim, a grande aposta nas companhias que estão vivenciando uma recuperação econômica no país. O seminário aconteceu no Hotel Holiday Inn Parque Anhembi em São Paulo onde estiveram presentes alguns dos melhores técnicos e especialistas da Comexi palestrando com um alto nível qualitativo de informações que permitiu aos presentes conhecer as novas soluções globais para o mercado de embalagens flexíveis que está cada vez mais exigente.

Jeroen Van der Meer, CEO da Comexi, se encarregou de dar as boas vindas a todos os participantes do seminário. Em seguida, Marc Boadas, diretor geral da Comexi no Brasil, deu continuação falando sobre as oportunidades de crescimento que as embalagens flexíveis têm no mercado brasileiro, comentando também sobre as tendências globais, bem como as oportunidades que têm os diferentes agentes do setor. “O mercado de embalagens flexíveis é economicamente saudável para o segmento industrial porque possui um crescimento anual histórico, e futuro superior a 5% ao ano”, aponta Boadas, que também destaca que “o mercado Sul-americano tem um consumo anual de embalagens flexíveis per capta inferior a US$ 8, enquanto a Europa tem US$ 24 e os EUA têm US$ 63”.

Eduard Sala, especialista em pré-impressão do CTec, centralizou sua apresentação na gestão de cor e na gama estendida, que é um sistema de grande interesse das empresas de conversão já que permite otimizar os trabalhos e reduzir os custos de produção. O uso de gama estendida economiza solventes para limpeza, simplifica a gestão de tintas de retorno, reduz os desperdícios e também os tempos de troca de trabalho, assim como o tempo de ajuste de cor, entre outros benefícios.

O seminário contou também com a intervenção de André Perez, gerente de vendas da Comexi no Brasil, que liderou a apresentação sobre flexo explicando detalhadamente o core business da empresa oferecendo uma variedade excelente de produtos para todos os tipos de tiragens, bem como as diferentes opções de soluções sustentáveis em impressão com tintas EB. Perez destacou que hoje em dia o mercado demanda processos sustentáveis e tiragens curtas. “O pouco tempo de atividade dos equipamentos e a dificuldade de encontrar profissionais especialistas em impressão faz com que cada vez mais, as máquinas sejam autossuficientes e automáticas”, mencionou André Perez. Sobre o tema gama estendida, apontou que a tecnologia Comexi é uma boa opção para otimizar a impressão e a conversão. Durante sua apresentação também fez referência aos sistemas de robotização como ferramenta fundamental em algumas impressoras flexográficas.

Albert Torrent, gerente da unidade de negócio de corte da Comexi, explicou as mudanças que estão acontecendo na sociedade atual e que são cada vez mais constantes devido às necessidades distintas a aquelas de anos atrás e isso obriga as empresas a criar embalagens adaptadas a este novo mercado. Por exemplo, a tecnologia laser da Comexi que permite criar embalagens que se pode abrir facilmente e podem ser colocadas diretamente na mesa, sem a necessidade de tigelas, entre outras formas que melhoram o uso dos produtos pelos clientes finais.

Ángel Tudela, diretor técnico da Comexi no Brasil, comentou sobre as diversas soluções que existem em laminação, com ou sem solventes e a base água. Em seguida Marc Boadas apresentou a tecnologia offset, uma inovadora solução que se adapta ao exigente time to market, oferecendo redução de custo de impressão e diminuição no impacto ao meio ambiente graças às tintas offset EB sem solventes.

O evento foi finalizado com uma mesa redonda que obteve muita atenção dos participantes. Fizeram parte Eduard Sala (CTec), Clodoaldo Neto (diretor geral da TotalFlex, empresa que possui em suas instalações somente máquinas Comexi) e Aislan Baer (consultor e diretor da Projeto Pack, uma das revistas mais conhecidas do segmento no Brasil). Eles debateram sobre questões frequentes relacionadas a gama estendida e responderam as dúvidas do público presente, finalizando o seminário com sucesso.

“Vimos uma tecnologia nascer diante de nossos olhos”. Este é o sentimento do CEO da TotalFlex, Clodoaldo Neto, que salientou que "a gama estendida é algo novo que em poucos anos deve se tornar padrão". O seminário da Comexi serviu para ver as vantagens da impressão neste processo: simplicidade, redução de setup e aumento da gama de cores com muito mais intensidade, permitindo combinar SKUs na mesma execução. “Quem não viveu o passado não pode imaginar o que essa inovação representa".

Alice Matiola, presidente da Cristal Embalagens, comentou que para sua empresa “foi muito interessante participar do seminário, pois tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre as máquinas que a Comexi oferece, bem como sobre a tecnologia de gama estendida, que permite reduzir os custos de impressão, agilizar e padronizar os processos”. Matiola disse que “para empresas como a Cristal Embalagens, que estão sempre em busca de crescimento, desenvolvimento e tecnologias, estar em um evento como este organizado pela Comexi, que empresa que em 2018 cresceu em 5%, é muito importante”.

O evento teve participação e patrocínio de alguns dos principais parceiros da Comexi, empresas líderes como Dupont, Rossini, Apex, AVT, Daetwyler, Esko, ESI, Alltech e Sun Chemical. O gerente de produto da Sun Chemical, Gabriel Zapata, palestrou falando sobre a importância da medição de cor, destacando que as grandes empresas devem ser capazes de ter a mesma cor corporativa em todos os seus produtos e lugares do mundo, podendo os oferecer com mesmo nível de qualidade e de cor em todas as partes.

“Neste seminário tivemos a oportunidade de compartilhar o conhecimento técnico em gama estendida e como o nosso portfólio de máquinas pode aprimorar esse processo. E tudo isso com a participação das mais importantes empresas brasileiras do setor de embalagens flexíveis”, afirmou Marc Boadas.

A Comexi também esteve presente na cerimônia do 26º Prêmio Qualidade Flexo Prof. Sérgio Vay, criado em 1993 pela associação ABFlexo / FTA-Brasil, e que é um dos mais importantes da indústria flexográfica brasileira. A empresa teve a honra de entregar três desses prêmios, um dos quais foi para a TotalFlex.


Compartilhar esta publicação:

Notícias relacionadas

Assinatura da newsletter. Assine nossa newsletter para receber notícias importantes

Enviar
9001 14001 18001 166002 Emas Orgalime EPD